Ações da Apple disparam e empresa volta a ser a mais valiosa do mundo

O valor de mercado da Apple subiu US$ 174,6 bilhões, ou cerca de R$ 911 bilhões, nesta sexta-feira (31), após as ações da empresa valorizarem 10,47% na bolsa de valores norte-americana NASDAQ. Os papéis da companhia superaram, pela primeira vez, a marca de US$ 400 e encerraram o pregão avaliados em US$ 425,04.

A cotação recorde atribuiu à Apple o valor de mercado de US$ 1,842 trilhão (R$ 9,61 trilhões). A fabricante do iPhone ultrapassou a petroleira saudita Saudi Aramco, avaliada em US$ 1,75 bilhões, e retornou ao posto de empresa de capital aberto mais valiosa do mundo. Caso mantenha a tendência, a companhia pode ser a primeira a atingir uma capitalização de US$ 2 trilhões.
A alta na bolsa de valores sucede a divulgação dos resultados financeiros da empresa no segundo trimestre de 2020. A Apple revelou, nesta quinta-feira (30), o faturamento de US$ 59,69 bilhões de dólares, um crescimento de 11% relação ao mesmo período de 2019. A quantia surpreendeu as expectativas de analistas, que estimavam uma receita de US$ 52,25 bilhões.

O desempenho foi impulsionado por um aumento significativo nas vendas de Macs e iPads. O segmento de computadores registrou alta de 21,6%, com faturamento de US$ 7,1 bilhões, enquanto as vendas de tablets cresceram 31% e totalizaram a receita de US$ 6,6 bilhões. Outro destaque foi o setor de acessórios, que inclui produtos como Apple Watch e o HomePod. Os aparelhos movimentaram US$ 6,45 bilhões no período, um aumento de 16,7% em relação ao segundo trimestre do ano passado.

Em entrevista à agência de notícias Reuters, o CEO da Apple, Tim Cook, afirmou que após estabilização em abril, os negócios da empresa aumentaram durante maio e junho. Ele atribuiu parte do desempenho ao lançamento do iPhone SE.

Fonte: Olhar Digital

 

Paulo de Pádua

Paulo de Pádua Vasconcelos é jornalista formado pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Tem especialização em Assessoria de Imprensa, no Curso de Comunicação Social, concluído pela FESP. Trabalhou, como repórter, em vários portais do Estado, a exemplo do WSCOM e ParlamentoPB, no BLOG de Luís Torres, por um determinado período, e também foi repórter dos cadernos de cidade, policial e política dos Jornais A UNIÃO e do extinto O NORTE. Além disso, foi coordenador de Comunicação Social e depois coordenador do Portal da Câmara Municipal de João Pessoa. Atualmente exerce a função de assessor de imprensa da Presidência da Câmara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *