Antônio Silva e Acrízio de França são atrações do último ‘De Repente no Espaço’ deste ano

O projeto De Repente no Espaço conta com o potiguar Antônio Silva e o paraibano Acrízio de França, nesta quarta-feira (5), a partir das 19h, no Mezanino 2 da Fundação Espaço Cultural da Paraíba (ao lado do Teatro Paulo Pontes), em João Pessoa. A entrada é gratuita. Será a última edição deste ano do projeto.

O “De Repente no Espaço” é um evento mensal da Funesc, lançado em julho de 2015, e faz parte das ações de ocupação do Espaço Cultural. Os encontros acontecem na primeira quarta-feira do mês. A cada nova edição, o público conta com diferentes atrações da Paraíba e também de outros estados da Região.

Acrízio de França nasceu em Paulista, mas reside em Catolé do Rocha. É um dos cantadores que mais têm se destacado nos últimos acrizio de franca2 270x179 - Antônio Silva e Acrízio de França são atrações do último ‘De Repente no Espaço’ deste anofestivais. Natural de Caicó (RN), Antônio Silva é cantador, repentista, radialista e promotor de festivais. Também preside o Clube do Repente do Seridó. Já se apresentou algumas vezes no projeto De Repente no Espaço.

Em janeiro e julho de 2016 foram realizados o 1º e 2º “Desafio De Repente”, com várias duplas de repentistas da Paraíba e de outros estados. O apresentador oficial e declamador é Iponax Vila Nova, coordenador do projeto que, além conduzir as cantorias, realiza oficina de declamação e versos dentro do projeto.

O objetivo da ação é dar visibilidade a essa linguagem artística e literária, valorizando os poetas populares do Nordeste. “De Repente no Espaço” é um evento mensal da Funesc que teve início no mês de junho e faz parte do projeto de ocupação do Espaço Cultural. Os encontros acontecem na primeira quarta-feira do mês.

De repente por Thercles Silva 1471 270x180 - Antônio Silva e Acrízio de França são atrações do último ‘De Repente no Espaço’ deste anoIponax Vila Nova – Nascido na cidade de Cajazeiras, no Alto Sertão paraibano, filho do pernambucano Ivanildo Vila Nova, Iponax cresceu com a poesia no seu dia a dia. A poesia e a viola de Ivanildo estavam em todos os lugares da casa, e aos poucos foi despertando no menino o desejo de participar dessa disseminação da cultura popular.

Fez da poesia a régua e compasso no seu projeto de vida. Ainda muito jovem, levou sua arte para várias localidades do país. Um verdadeiro ativista da cultura matuta, é um grande articulador da arte do repente, considerado um dos grandes nomes da poesia e da declamação dos nossos dias.

Secom-PB

Paulo de Pádua

Paulo de Pádua Vasconcelos é jornalista formado pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Tem especialização em Assessoria de Imprensa, no Curso de Comunicação Social, concluído pela FESP. Trabalhou, como repórter, em vários portais do Estado, a exemplo do WSCOM e ParlamentoPB, no BLOG de Luís Torres, por um determinado período, e também foi repórter dos cadernos de cidade, policial e política dos Jornais A UNIÃO e do extinto O NORTE. Além disso, foi coordenador de Comunicação Social e depois coordenador do Portal da Câmara Municipal de João Pessoa. Atualmente exerce a função de assessor de imprensa da Presidência da Câmara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *