Brasil anuncia produção de 100 milhões de doses de vacina contra covid-19

O Ministério da Saúde, anunciou, nesta manhã, uma parceria que vai possibilitar a fabricação de vacina contra a covid-19 no Brasil. O acordo com a indústria farmacêutica AstraZeneca envolve a transferência de tecnologia de produção à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), do Ministério da Saúde.

O governo prevê investir 127 milhões de dólares no projeto e estima que cada dose da vacina vai custar 2,30 dólares. A vacina de que trata o acordo foi desenvolvida pela AstraZeneca e pela universidade de Oxford, na Inglaterra, e está em fase avançada de testes em diversos países, incluindo o Brasil.

“Entre outubro e novembro teremos os resultados preliminares dos testes, feitos tanto no brasil como em outros países. E isso servirá de base para o registro da vacina para uso”, diz Camile Giaretta Sachetti, diretora de ciência e tecnologia da Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos.

O acordo prevê que a Fiocruz vai produzir dois lotes iniciais em  dezembro deste ano e em janeiro de 2021, totalizando 30,4 milhões de doses. Depois disso, se a eficácia da vacina se confirmar, haverá importação de mais insumos para a fabricação de mais 70 milhões de doses, totalizando 100 milhões.

“Produzir pode ser mais caro que importar. Mas tem seu valor estratégico para o país, ao capacitar nosso parque industrial. Em 2021 poderemos ter outras opções de vacinas. Vamos avaliar o cenário em função disso”, afirma Hélio Angotti Neto, secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos.

Fonte: https://exame.com/brasil

Foto: (iStock/Getty Images)

Paulo de Pádua

Paulo de Pádua Vasconcelos é jornalista formado pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Tem especialização em Assessoria de Imprensa, no Curso de Comunicação Social, concluído pela FESP. Trabalhou, como repórter, em vários portais do Estado, a exemplo do WSCOM e ParlamentoPB, no BLOG de Luís Torres, por um determinado período, e também foi repórter dos cadernos de cidade, policial e política dos Jornais A UNIÃO e do extinto O NORTE. Além disso, foi coordenador de Comunicação Social e depois coordenador do Portal da Câmara Municipal de João Pessoa. Atualmente exerce a função de assessor de imprensa da Presidência da Câmara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *