Cícero Lucena garante equipamentos e adaptação do CEO de Mangabeira para funcionamento do serviço

O prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena visitou, no final da manhã desta quarta-feira (13), o prédio do Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) de Mangabeira. O equipamento foi recentemente construído, mas está sem funcionar. A estrutura vai precisar de adaptações para atender pessoas com deficiência e também de todo o mobiliário e equipamentos, o que já foi garantido por Cícero.

“O prédio foi feito, mas sem condições de funcionar porque não está equipado e ainda há projetos a se realizar no sentido da acessibilidade, como a instalação de um elevador. São problemas e, portanto, possuem solução. Vamos enfrentar. Não tem como oferecer serviço odontológico sem nenhum equipamento”, avaliou o prefeito.

Atenção básica – O prefeito Cícero garantiu compra de equipamentos e reestruturação de acessibilidade para prédio funcionar ainda esteve na Policlínica de Mangabeira, que foi construída em sua gestão e foi marco à época por ser a primeira no Norte e Nordeste no serviço público. O gestor ouviu usuários do serviço e servidores, que solicitaram principalmente mais atenção na climatização do prédio e inclusão de mais profissionais, situação que será avaliada e resolvida em breve.

O prefeito esteve acompanhado dos secretários da Saúde, Fábio Rocha, e da Comunicação, Marcos Vinícius.

Secom-JP

Paulo de Pádua

Paulo de Pádua Vasconcelos é jornalista formado pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Tem especialização em Assessoria de Imprensa, no Curso de Comunicação Social, concluído pela FESP. Trabalhou, como repórter, em vários portais do Estado, a exemplo do WSCOM e ParlamentoPB, no BLOG de Luís Torres, por um determinado período, e também foi repórter dos cadernos de cidade, policial e política dos Jornais A UNIÃO e do extinto O NORTE. Além disso, foi coordenador de Comunicação Social e depois coordenador do Portal da Câmara Municipal de João Pessoa. Atualmente exerce a função de assessor de imprensa da Presidência da Câmara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *