Cientista é condenado à prisão por bebês geneticamente modificados

O Dr. He Jiankui chocou o mundo ao ter criado bebês modificados geneticamente com a premissa de eles serem resistentes ao vírus HIV. Agora, aproximadamente um ano após o seu feito, o doutor terá que responder por suas ações nesse caso.

Nesta segunda-feira (30), um tribunal da China condenou o Dr. He a três anos de prisão por ter realizado medicina ilegal. O julgamento, que foi realizado de forma fechado ao público, considerou o doutor culpado de ter falsificado documentos de recrutamento, que alegavam ter um homem com HIV e uma mulher sem o vírus.

Em sua defesa, o Dr. He alegou que estava tentando impedir a propagação do HIV em recém-nascidos, mas a mídia estatal considerou que ele estava enganando as pessoas e, também, outras autoridades médicas. Ainda na segunda-feira, a mídia estatal chinesa também constatou que existia um terceiro bebê modificado geneticamente, que até então não havia sido revelado.

O Dr. He, por sua vez, se declarou culpado e acabou sendo multado em U$ 430.000,00, de acordo com a Xinhua. Já os cientistas Zhang Renli e o Qin Jinzhou, acusados de conspirar com o Dr. He, também receberam sentenças de prisão que variam de dois anos até dois anos e meio.

Para chegar a tal veredito, o tribunal considerou que os réus estavam em busca de alcançar fama e lucro violando regulamentos nacionais importantes da pesquisa científica e médica, ultrapassando limites éticos.

A China não possui leis regulamentares em relação a edição de genes, embora a prática seja bastante contestada. Além dos problemas causados em seu país, cientistas americanos, que conheciam os planos do Dr. He também estão sendo investigados por possíveis participações nesse projeto.
Fonte: https://olhardigital.com.br/
Foto: bbc.com

Paulo de Pádua

Paulo de Pádua Vasconcelos é jornalista formado pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Tem especialização em Assessoria de Imprensa, no Curso de Comunicação Social, concluído pela FESP. Trabalhou, como repórter, em vários portais do Estado, a exemplo do WSCOM e ParlamentoPB, no BLOG de Luís Torres, por um determinado período, e também foi repórter dos cadernos de cidade, policial e política dos Jornais A UNIÃO e do extinto O NORTE. Além disso, foi coordenador de Comunicação Social e depois coordenador do Portal da Câmara Municipal de João Pessoa. Atualmente exerce a função de assessor de imprensa da Presidência da Câmara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *