Com golaço no fim, Flamengo vence Nova Iguaçu em estreia no Carioca

Com jovens da base em campo, o Flamengo estreou no Campeonato Carioca com vitória por 1 a 0 sobre o Nova Iguaçu, na noite desta terça-feira (2), no Maracanã. Max, com um golaço no último minuto, garantiu o triunfo

Com o resultado, o Rubro-Negro vai a três pontos, enquanto a equipe da Baixada Fluminense permanece sem pontuar. Na próxima rodada, o Fla, mesmo visitante, encara o Macaé no Maracanã, enquanto o Nova Iguaçu recebe o Madureira.

Após a conquista do título do Brasileiro, que terminou na última quinta-feira, o elenco principal do Rubro-Negro ganhou uns dias de descanso e retorna às atividades apenas no dia 15 de março. Até lá, a equipe da Gávea vai utilizar o sub-20 e alguns nomes do elenco principal, como o zagueiro Bruno Viana, reforço para a temporada, o atacante Michael e o volante Hugo Moura, que voltou de empréstimo do Coritiba.

Apesar de usar a base, o Flamengo iniciou o Carioca com alguns rostos que a torcida já conhece. Natan e Noga formaram a dupla de zaga titular. No setor ofensivo, Lázaro e Muniz também iniciaram o duelo.

Mesmo que com jogadores da base, o técnico Maurício Souza, que é do sub-20 e está à beira do gramado neste começo de Estadual, buscou um esquema que fazia lembrar o utilizado por Rogério Ceni, principalmente na saída de bola. A equipe, por outro lado, não conseguia fazer uma transição mais sólida e faltava capricho nas finalizações.

O primeiro tempo terminou sem gols após um duelo sem grandes emoções. O Fla pecava ofensivamente. O Nova Iguaçu, por sua vez, buscava os avanços com toque de bola, mas sofria com a marcação adversária. A chance mais clara foi em um lance em que Muniz aproveitou falha da defesa, invadiu a área sozinho e tentou achar Lázaro, mas a jogada não avançou com sucesso.

Os times voltaram “buscando mais jogo”. O Fla se manteve com maior presença no campo de ataque, mas o Nova Iguaçu preocupava um pouco mais nas tentativas de saídas em velocidade.

Os indícios, porém, não se confirmaram. O jogo permaneceu sem empolgar e os goleiros pouco trabalharam. O Fla quase abriu o placar em um cruzamento de Thiaguinho que Gilberto desviou e, por pouco, não fez contra.

Quando o jogo entrava na reta final, o Abuda chutou da intermediária uma bola “venenosa” e Gabriel Batista achou que a bola fosse para fora, fazendo o que é conhecido como “golpe de vista” na jogada. Porém, ela explodiu no travessão e, inclusive, assustou o goleiro. A zaga rubro-negra, atenta, conseguiu pegar o rebote.

Já nos acréscimos, Canela recebeu nas costas da defesa do Flamengo, na cara de Gabriel Batista. O goleiro, porém, conseguiu sair no pé do atacante para dividir e evitar o gol que poderia dar a vitória ao Nova Iguaçu.

No último minuto, após um boa troca de passes, Max recebeu na parte esquerda do ataque e acertou um belo chute. Ele pegou de primeira e mandou no ângulo esquerdo do goleiro Luis Henrique.

FLAMENGO
Gabriel Batista; Matheuzinho, Gabriel Noga, Natan e Ramon; João Gomes, Daniel Cabral (Max) e Yuri de Oliveira (Mateus Lima); Lázaro, Rodrigo Muniz e Thiaguinho (Gabriel Barros). T.: Maurício Souza

NOVA IGUAÇU
Luis Henrique; Digão, Mezenga, Gilberto e Rafinha; Abuda, Vinícius Matheus (Vandinho), Anderson Künzel (Dieguinho) e Yan (Luã); Raphael Carioca (Ezequiel) e Canela (Leonardo). T.: Carlos Vitor

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Juíza: Rejane Caetano da Silva
Cartões amarelos: João Gomes, Yuri de Oliveira (Flamengo); Yan, Mezenga (Nova Iguaçu)
Gols: Max, aos 48min do segundo tempo

Fonte: https://jornaldebrasilia.com.br/torcida

 

Paulo de Pádua

Paulo de Pádua Vasconcelos é jornalista formado pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Tem especialização em Assessoria de Imprensa, no Curso de Comunicação Social, concluído pela FESP. Trabalhou, como repórter, em vários portais do Estado, a exemplo do WSCOM e ParlamentoPB, no BLOG de Luís Torres, por um determinado período, e também foi repórter dos cadernos de cidade, policial e política dos Jornais A UNIÃO e do extinto O NORTE. Além disso, foi coordenador de Comunicação Social e depois coordenador do Portal da Câmara Municipal de João Pessoa. Atualmente exerce a função de assessor de imprensa da Presidência da Câmara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *