Covid-19: Brasil confirma mais 50.909 casos e 697 mortes

O Brasil iniciou o mês de dezembro com a confirmação de mais 50.909 casos do novo coronavírus e 697 mortes pela doença. Os dados foram divulgados pelo Ministério da Saúde nesta terça-feira (1/12). Com os acréscimos, o país soma 6.386.787 diagnósticos positivos e 173.817 óbitos pela doença desde o início da pandemia.

Os dados diários fizeram com que a média móvel de casos e mortes aumentasse. De acordo com análise do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass), por dia, estão morrendo 529 pessoas e há acréscimo diário de 38.297 casos. A média de casos diários na faixa de 38 mil só foi vista no final de agosto.

Os números mostram que os casos voltaram a crescer no cenário nacional. Na última sexta (27/11), o Ministério da Saúde atribuiu o aumento nas curvas epidemiológicas a um “afrouxamento” e “negligência” das medidas de proteção, como uso das máscaras e manutenção da distância segura entre as pessoas.

De acordo com o novo levantamento do Imperial College de Londres, a taxa de transmissão (Rt) da covid-19 no Brasil está em 1,02, ou seja, um grupo de 100 doentes pode infectar outras 102 pessoas saudáveis. Houve redução em comparação a taxa da última semana (1,3), no entanto, a transmissão do vírus no país ainda está em um nível de descontrole.

Fonte: https://www.correiobraziliense.com.br/brasil

Foto: Michel Filho/Estadão Conteúdo

Paulo de Pádua

Paulo de Pádua Vasconcelos é jornalista formado pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Tem especialização em Assessoria de Imprensa, no Curso de Comunicação Social, concluído pela FESP. Trabalhou, como repórter, em vários portais do Estado, a exemplo do WSCOM e ParlamentoPB, no BLOG de Luís Torres, por um determinado período, e também foi repórter dos cadernos de cidade, policial e política dos Jornais A UNIÃO e do extinto O NORTE. Além disso, foi coordenador de Comunicação Social e depois coordenador do Portal da Câmara Municipal de João Pessoa. Atualmente exerce a função de assessor de imprensa da Presidência da Câmara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *