Fórum dos Servidores dá uma pausa depois da campanha e volta a exigir do Governo um reajuste maior

Tava demorando. Uma das categorias que mais ganha bem no Estado já pensa em realizar uma greve e um grande protesto no dia 10 de fevereiro, na próxima terça-feira, a partir das 7h, na Praça dos Três Poderes, em João Pessoa. Esse movimento está sendo liderado e organizado pela conhecida entidade, Fórum dos Servidores Públicos Civis e Militares do Estado da Paraíba, que, todo mundo sabe, durante a campanha fez acintosamente campanha contra a reeleição do governador Ricardo Coutinho (PSB).

Será que uma entidade como essa, liderada por auditores fiscais que perderam um benefício considerado pelo Governo ilegal e por militares reformados que querem a todo custo ganhar igual a um policial da ativa, merece respaldo e credibilidade da sociedade paraibana?. Eu fico em dúvida quanto a isso. E muita gente também pensa assim.

Mais toda a categoria tem o direito, amparado por lei, de reivindicar e lutar por melhores condições de trabalho e salários mais dignos. Isso é público e notório. Desde que essas reivindicações não tenham nenhum cunho político ou sirva apenas de instrumento de uma oposição radical.

Só pra lembrar, no ano passado, o Governo de Ricardo aumento o salário de várias categorias, inclusive a Polícia Militar, além de equipar, modernizar e motorizar os policiais militares. Outros segmentos profissionais, como o Magistério também foi beneficiado.

Paulo de Pádua

Paulo de Pádua Vasconcelos é jornalista formado pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Tem especialização em Assessoria de Imprensa, no Curso de Comunicação Social, concluído pela FESP. Trabalhou, como repórter, em vários portais do Estado, a exemplo do WSCOM e ParlamentoPB, no BLOG de Luís Torres, por um determinado período, e também foi repórter dos cadernos de cidade, policial e política dos Jornais A UNIÃO e do extinto O NORTE. Além disso, foi coordenador de Comunicação Social e depois coordenador do Portal da Câmara Municipal de João Pessoa. Atualmente exerce a função de assessor de imprensa da Presidência da Câmara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *