João Azevêdo autoriza novo edital do Polo Turístico e Ministério do Turismo anuncia recursos do Fungetur

O governador João Azevêdo autorizou, nesta quinta-feira (5), no Centro de Convenções de João Pessoa, o lançamento do terceiro edital de chamamento público para novos lotes do Polo Turístico Cabo Branco, que deverão resultar em investimentos iniciais na ordem de R$ 379,7 milhões e gerar mais de 1.100 empregos diretos na sua fase de construção. Na ocasião, o Ministério do Turismo anunciou a liberação do credenciamento do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) como um dos agentes financeiros do Fundo Geral de Turismo (Fungetur), possibilitando às empresas o acesso ao crédito para investir no setor turístico paraibano.

Na oportunidade, o chefe do Executivo da Paraíba destacou que nesta quinta-feira foi dado mais um passo rumo à implantação do Polo Turístico Cabo Branco. “Nós liberamos mais três lotes, sendo dois para resorts e um para comércio e já autorizamos a construção de três resorts e um parque aquático, e ter o Ministério do Turismo e o Banco do Nordeste como parceiros para fazer com que seja possível aos empreendedores acessar os recursos do Fundo é fundamental para os bons e grandes projetos”, frisou.

O secretário executivo do Ministério do Turismo, Daniel Nepomuceno, ressaltou o momento histórico para o segmento com credenciamento do Banco do Nordeste para acesso à linha de crédito do Fungetur. “Nós estamos trabalhando para que esses recursos cheguem na ponta e atendam todo o Brasil. O projeto do Polo Turístico é voltado para colocar não só a Paraíba, mas o Brasil no cenário internacional e estamos aqui para ajudar, fomentar e poder contribuir com os projetos que a gente sabe que o resultado virá em médio e longo prazos”, disse.

O presidente do BNB, Romildo Rolim, afirmou que a instituição está à disposição para consolidar parcerias voltadas para a atração de investimentos no Estado. “Nós temos a missão de promover o desenvolvimento do Nordeste e temos os recursos para isso, destinados ao agronegócio, comércio e serviços. A cadeia produtiva do turismo é muito importante para o banco porque esse é um setor consolidado em nossa área de atuação. A parceria do Banco do Nordeste com o Ministério do Turismo vem complementar e ampliar o montante de recursos para a gente aplicar nos segmentos. O governador pediu agilidade no processamento de pedidos de financiamento e estamos trabalhando para cumprir com esses compromissos”, comentou.

A solenidade também foi prestigiada pelo secretário executivo adjunto do Ministério do Turismo, Higino Vieira; João Nilton Castro Martins (superintendente do BNB na Paraíba);  Elieser Cordeiro (representante do BNDES); Cristiano Medeiros (superintendente nacional de governo da Caixa Econômica Federal); Erik Avelino (gerente de clientes e Negócios Atacado da Caixa); Fernando Rocha de Paiva (gerente geral da agência setor público Paraíba Banco do Brasil); Márcia Faria Maia (presidente da Agência de Fomento do Rio Grande do Norte); Ailton José Fortes (diretor Financeiro e de Crédito do BNB; José Andrade Costa (chefe de Gabinete da presidência do BNB).

Também estiveram presentes, Jairo Limeira, Ademir Sousa, representando o grupo do Surf World Park; Jeorge Hora Amado, Alberto Franca e Zeca Amado, representando o grupo Amado Bio Spa; Sérgio Pereira Gaspar, Arnaldo Neto Gaspar e Rômulo Melo Saboia, representando o grupo A Gaspar. Auxiliares do Governo da Paraíba também participaram da solenidade.

Novos lotes do Polo Turístico Cabo Branco – O novo edital contempla dois lotes para dois hotéis e resorts, sendo um com uma área de 4,5 hectares e outro com uma área de 3,3 hectares, que irão ampliar em mais 1.328 leitos no Estado e gerar mais de 2.500 empregos diretos. Também será liberado um lote para o setor de comércio e serviços, onde deverá ser construído um shopping a céu aberto em uma área de 16,5 hectares. As empresas terão 45 dias, a partir da próxima segunda-feira (9), para apresentarem os projetos.

O diretor presidente da Companhia de Desenvolvimento da Paraíba (Cinep), Rômulo Polari Filho, garantiu que o Polo Turístico será um divisor de águas no segmento. “Os números são impressionantes, sobretudo, nessa área de shopping center. Se a gente somar com o que já foi contratado, temos um potencial de gerar durante a operação dos empreendimentos algo em torno de 14 mil empregos e isso é muito importante porque o Polo Turístico ainda tem mais 14 lotes que em momentos futuros virão à tona, gerando grandes impactos na cadeia econômica em João Pessoa, Campina Grande, Sousa, Pedra do Ingá, refletindo em todo o Estado”, pontuou.

Polo Turístico Cabo Branco – O Polo Turístico Cabo Branco, maior polo turístico planejado do Nordeste, possui uma área de 654 hectares com 35 lotes, sendo 19 para o setor hoteleiro, 5 para o setor de animação, 10 para comercial e serviços e 1 para o setor de eventos.

Outro destaque do Polo Cabo Branco é que ele está cercado pela maior reserva ambiental da Paraíba. Através do Decreto nº 37.653/2017, o Parque das Trilhas passa a ser a maior área de conservação de Proteção Integral na Paraíba em Área Urbana, com 578,548 hectares, ficando à frente da Reserva de Vida Silvestre da Mata do Buraquinho, que tem 517,80 hectares e Parque Estadual da Mata do Xém-Xém, com 182 hectares. No local também será instalada uma sede do Batalhão da Polícia Militar Ambiental.

No Complexo Turístico serão iniciadas, a partir do próximo ano, as obras de construção do Ocean Palace Jampa Eco Beach Resort, o Amado Bio & Spa Hotel e o Surf World Park – três resorts e um parque aquático – que irão injetar cerca de R$ 600 milhões na economia do Estado em sua fase de construção e gerar inicialmente mais de 4.600 empregos diretos e indiretos.

O Ocean Palace Jampa Eco Beach Resort terá uma área de construção de 43,8 mil m², onde serão instalados 405 apartamentos, complexo de piscinas, quadras esportivas, quiosques, toboágua, restaurante regional, restaurante francês com bar, pizzaria, steak grill, sushi bar, wine bar e área de buffet, sala de yoga, sala de pilates, academia (musculação e aeróbica), local para eventos, cinema, lobby, bares, lounges, cyber café, salão de beleza, lojas, SPA, Centro de Convenções, jardim central e pavimento kids com berçário e jogos. A concepção do projeto prevê um empreendimento autossuficiente energeticamente, com a utilização de energia fotovoltaica.

O Amado Bio & Spa Hotel terá uma capacidade de 240 unidades e tem sua concepção baseada na sustentabilidade e adaptabilidade à natureza.

Já o Surf World Park disponibilizará em sua estrutura piscina de surf, escola de surf, piscina de onda, praia de areia, área gastronômica e bares, praça comercial, jardim de infância, centro de idosos, discoteca ao ar livre, academia, pista de skate, estacionamento, posto médico, anfiteatro e resort.

Os três equipamentos irão assegurar um aumento de 12% no total de leitos e devem atrair 2,5 milhões de turistas por ano no Estado, o que irá representar uma movimentação financeira de R$ 2 bilhões e gerar mais de 4.680 empregos diretos e indiretos na fase operacional.

Secom – PB

Paulo de Pádua

Paulo de Pádua Vasconcelos é jornalista formado pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Tem especialização em Assessoria de Imprensa, no Curso de Comunicação Social, concluído pela FESP. Trabalhou, como repórter, em vários portais do Estado, a exemplo do WSCOM e ParlamentoPB, no BLOG de Luís Torres, por um determinado período, e também foi repórter dos cadernos de cidade, policial e política dos Jornais A UNIÃO e do extinto O NORTE. Além disso, foi coordenador de Comunicação Social e depois coordenador do Portal da Câmara Municipal de João Pessoa. Atualmente exerce a função de assessor de imprensa da Presidência da Câmara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *