Primeira Chance: Assembleia aprova MP que incentiva geração de empregos para os jovens

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) aprovou, na sessão desta quarta-feira (5), a Medida Provisória (MP) 282/2019, de autoria do Governo do Estado, que institui o Programa Primeira Chance. A matéria, que incentiva à concessão de estágio e iniciação profissional, foi aprovada por unanimidade na Casa.

A criação do programa permite que instituições de ensino implantem ações de incentivo a primeira experiência profissional a estudantes da rede estadual. Ainda de acordo com o texto, ações serão articuladas para a geração emergencial de oportunidades de trabalho para a juventude.

A deputada Cida Ramos, relatora da Medida Provisória, declarou que o programa é uma importante ferramenta de inclusão social e produtiva para os jovens. “Tem um alcance social enorme, além de estar em consonância com os preceitos que determinam todas as legislações educacionais”, avaliou a deputada.

A Casa também aprovou o Projeto de Lei 192/2019, de autoria do presidente da ALPB, Adriano Galdino, para que as empresas forneçam de forma gratuita Equipamento de Proteção Individual (EPI) para o trabalhador da agricultura familiar e/ou trabalhador rural, que estejam expostos a produtos químicos ou biológicos que tragam riscos à saúde.

PEQUENO EXPEDIENTE 

Durante o Pequeno Expediente, o deputado Branco Mendes, comemorou, na tribuna do plenário da Casa, o Dia Mundial do Meio Ambiente. No entanto, demonstrou preocupação com os problemas que ainda assolam a natureza. Para o parlamentar, é preciso chamar atenção da população e das autoridades para que olhem com zelo e atuem com o objetivo de proteger as matas, os mananciais e os rio.

Já o deputado Taciano Diniz reivindicou medidas com o intuito de conter o que chamou de “índices assustadores” de mortalidade materna na Paraíba. Para o deputado, o Poder Legislativo precisa abordar o tema com extrema urgência, atuando juntamente com o Secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros, assim como, com as secretaria municipais, para compor ações e planos que possam salvar vidas.

“Iremos traçar metas e objetivos para que possamos evitar essas mortes maternas. Temos uma tecnologia à frente das prevenções, temos uma rede em cadeia organizada entre os municípios e o estado no setor de obstetrícia, mas precisamos tratar e traçar essas metas o quanto antes”, concluiu o deputado.

Agência de Notícias – ALPB

Paulo de Pádua

Paulo de Pádua Vasconcelos é jornalista formado pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Tem especialização em Assessoria de Imprensa, no Curso de Comunicação Social, concluído pela FESP. Trabalhou, como repórter, em vários portais do Estado, a exemplo do WSCOM e ParlamentoPB, no BLOG de Luís Torres, por um determinado período, e também foi repórter dos cadernos de cidade, policial e política dos Jornais A UNIÃO e do extinto O NORTE. Além disso, foi coordenador de Comunicação Social e depois coordenador do Portal da Câmara Municipal de João Pessoa. Atualmente exerce a função de assessor de imprensa da Presidência da Câmara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *