SMS oferece assistência e promoção à saúde da população nas Unidades de Saúde da Família

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de João Pessoa tem buscado ofertar o melhor atendimento à população, oferecendo aos usuários uma rede integrada de serviços. Por meio da Atenção Básica, os usuários recebem os primeiros cuidados e orientações. Prevenção, diagnóstico, tratamento e reabilitação são as prioridades nos atendimentos da atenção primária na rede de saúde da Capital, para o atendimento à população e o cuidado com a saúde de toda família.

A Atenção Básica é formada pelas equipes de saúde da família, núcleos de apoio à saúde da família, Serviço de Atendimento Domiciliar (SAD), Consultório na Rua e Academia da Saúde. A cada mês são realizados aproximadamente 385 mil atendimentos nas Unidades de Saúde da Família (USF).

Nas USFs são oferecidos serviços básicos para o usuário do Sistema Único de Saúde (SUS) como, por exemplo, dor de garganta sem febre, cólica abdominal ou menstrual, casos de viroses, febre, resfriados, tosses, vômitos, diarréia, hipertensão leve e mal estar em geral. Além disso, as pessoas também podem procurar uma USF quando precisar fazer um curativo, nebulização ou verificar a pressão arterial.

Dentro da política de prevenção, em cada USF são realizadas consultas médicas, odontológicas e de enfermagem, oferecendo também o exame citológico, marcação de outros exames e consultas especializadas, além de ações educativas para os usuários e planejamento familiar.

Os atendimentos básicos são realizados no local, enquanto as especialidades são encaminhadas para os serviços especializados, por meio de agendamento. Nas Unidades, o acolhimento ao público acontece de segunda a sexta-feira no período das 7h às 11h e das 13h às 17h. Para ser atendido, é necessário o usuário apresentar o Cartão do SUS.Aruivo SMS - Ivomar Pereira Gomes (19)

Rede de Saúde – Ao todo, a população conta com 186 equipes de saúde da família, que estão distribuídas em 100 unidades nos bairros de João Pessoa. As equipes realizam, também, visita domiciliar nos períodos da manhã e da tarde, seguindo uma programação dentro da região de cobertura.

Além das USF, o município ainda disponibiliza as Unidades Básicas de Saúde (UBS) para os moradores das áreas que não recebem cobertura das equipes de saúde da família. O município conta com cinco UBS distribuídas pela cidade e que também funcionam de segunda a sexta-feira. São elas: Unidade de Saúde das Praias (Tambaú), UBS Maria Luiza Targino (Bairro São José), UBS Francisco das Chagas Soares (Treze de Maio), UBS Lourival de Gouveia Moura (Alto do Céu) e UBS Mandacaru.

A PMJP através da SMS também dispõe de alguns serviços que funcionam como alternativas para complementar os atendimentos na Atenção Básica, como é o caso da Academia da Saúde, do Projeto João Pessoa Vida Saudável e dos Centros de Praticas Integrativas e Complementares. Para participar desses projetos basta ir até o local onde acontecem portando documento de identidade com foto e Cartão SUS e fazer a inscrição.

Academia da Saúde – A Academia de Saúde é um espaço que agrega toda a estrutura necessária para o desenvolvimento de diversas modalidades. Ela possui modo de acesso espontâneo, o que significa que qualquer pessoa pode procurar o espaço e se cadastrar para utilizar os serviços. As atividades são planejadas e orientadas por profissionais, e atendem pessoas de todas as idades.

D R T . R J . 15855.

Segundo o Ministério da Saúde (MS), o Programa Academia da Saúde potencializa a realização de ações variadas de promoção da saúde, como: práticas corporais, atividades físicas, promoção da alimentação saudável, mobilização da comunidade, práticas artísticas e culturais, gestão participativa, entre outras preconizadas pelo Programa.

A Academia oferece atividades físicas convencionais, como ginástica aeróbica, ginástica localizada, circuito, atividades funcionais, caminhadas orientadas, apoio a Academia da Terceira Idade (ATI), além de práticas integrativas, como Thai Chi Chuan, Shantala, acupuntura, rheik, dança, capoeira e também Fisioterapia, Nutrição e Psicologia, com apoio dos profissionais do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf). As atividades desenvolvidas na Academia da Saúde acontecem de segunda a sexta, das 5h30 às 7h30 e das 16h30 às 19h30.

As unidades estão situadas na Rua Miguel da Rocha Luna, no Geisel, e na Rua doutor Maurílio de Almeida, no Ernani Sátiro.

João Pessoa Vida Saudável – O projeto é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) em parceria com a Secretaria de Juventude, Esporte e Recreação (Sejer) e Secretaria de Educação e Cultura (Sedec). As atividades acontecem de segunda a sexta, das 5h30 às 7h30 e das 16h30 às 19h30, em 21 espaços, nas principais praças e avenidas de João Pessoa.

A equipe do Projeto João Pessoa Vida Saudável é composta por 39 educadores físicos, distribuídos por todos os polos do projeto. As ações realizadas com os usuários incluem, além das atividades físicas, palestras educativas, rodas de diálogos e ações preventivas, que buscam não apenas desenvolver o aspecto físico, mas também o social, afetivo e cognitivo. Desenvolvido desde 2007, o projeto beneficia mais 4,8 mil pessoas.

Centro de Práticas Integrativas e Complementares (Cpics) – Incentivar o uso racional de plantas medicinais e da fitoterapia como opção nos tratamentos do Sistema Único de Saúde. Este é um dos objetivos das práticas integrativas e complementares em saúde.

Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), os fitoterápicos são medicamentos obtidos empregando-se, como princípio-ativo, exclusivamente derivados de drogas vegetais. Já as plantas medicinais são aquelas capazes de aliviar ou curar enfermidades e têm tradição de uso como remédio em uma população ou comunidade.

A Anvisa possui uma página na internet com informações sobre estes itens, que pode ser conferida no link: http://goo.gl/cSdX4J. Neste endereço também é possível verificar se um fitoterápico é registrado no Ministério da Saúde.

A rede de serviços de Práticas Integrativas e Complementares de Saúde em João Pessoa é composta por três Cpics: o ‘Cinco Elementos’, no Parque Zoobotânico Arruda Câmara (Bica); o ‘Canto da Harmonia’, localizado na Rua Ulisses Alves Pequeno, s/n, Valentina Figueiredo, e o ‘Equilíbrio do Ser’, na Avenida Sérgio Guerra, nos Bancários.

As práticas integrativas e complementares buscam estimular os mecanismos naturais de prevenção de agravos e recuperação da saúde por meios eficazes e seguros, com ênfase na escuta acolhedora, no desenvolvimento do vínculo terapêutico e na integração do ser humano com o meio ambiente e a sociedade. Estas também buscam a visão ampliada do processo saúde-doença e a promoção global do cuidado humano, especialmente do autocuidado.

O serviço oferece aos usuários atendimentos individuais e práticas coletivas em Medicina tradicional chinesa, Acupuntura, Craniopuntura, Aurículoterapia, Ventosa, Moxabustão, Tai Chi Chuan, Homeopatia, Fitoterapia, Terapia Floral, Reiki, entre outras terapias.

Secom-JP

Paulo de Pádua

Paulo de Pádua Vasconcelos é jornalista formado pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Tem especialização em Assessoria de Imprensa, no Curso de Comunicação Social, concluído pela FESP. Trabalhou, como repórter, em vários portais do Estado, a exemplo do WSCOM e ParlamentoPB, no BLOG de Luís Torres, por um determinado período, e também foi repórter dos cadernos de cidade, policial e política dos Jornais A UNIÃO e do extinto O NORTE. Além disso, foi coordenador de Comunicação Social e depois coordenador do Portal da Câmara Municipal de João Pessoa. Atualmente exerce a função de assessor de imprensa da Presidência da Câmara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *