Trump pressiona TikTok: “Ou vendem, ou fecharão”

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, foi categórico nesta quinta-feira (10) em relação à situação do aplicativo TikTok, que pertence à empresa chinesa ByteDance, reafirmando que ela tem até 15 de setembro para ter as operações no país vendidas a uma empresa americana ou não terá mais permissão para funcionar em seu território.

A jornalistas, Trump disse que o prazo está mantido e que não haverá prorrogações.

– Não, eu não vou prorrogar o prazo, não. É 15 de setembro, não haverá prorrogação do prazo. A situação do TikTok está evoluindo. Vamos ver o que vai acontecer. Ou vendem, ou fecharão. Portanto, ou fecharemos o TikTok neste país por razões de segurança ou ele será vendido – ressaltou Trump antes de entrar no avião presidencial para viajar ao estado de Michigan, considerado um dos mais decisivos nas eleições de novembro e onde ele tinha um comício previsto.

O presidente americano tem dito repetidamente que o TikTok representa uma “ameaça” à segurança nacional dos EUA, razão pela qual ele impôs um prazo até 15 de setembro, e está tentando forçar sua venda para uma empresa do país, como a Microsoft, que tem mostrado interesse na popular rede social.

O TikTok, que tem mais de 80 milhões de usuários nos EUA, é uma das redes que mais cresceram nos últimos anos e se tornou um grande entretenimento para muitos jovens e um canal de marketing para celebridades.

O Ministério das Relações Exteriores chinês se opõe à venda forçada do TikTok, uma operação que, para a pasta, viola os princípios da Organização Mundial do Comércio (OMC).

Fonte: https://pleno.news/mundo/

Foto: Reprodução

Paulo de Pádua

Paulo de Pádua Vasconcelos é jornalista formado pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Tem especialização em Assessoria de Imprensa, no Curso de Comunicação Social, concluído pela FESP. Trabalhou, como repórter, em vários portais do Estado, a exemplo do WSCOM e ParlamentoPB, no BLOG de Luís Torres, por um determinado período, e também foi repórter dos cadernos de cidade, policial e política dos Jornais A UNIÃO e do extinto O NORTE. Além disso, foi coordenador de Comunicação Social e depois coordenador do Portal da Câmara Municipal de João Pessoa. Atualmente exerce a função de assessor de imprensa da Presidência da Câmara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *