Web se une e impõe “lockdown na Globo” por 15 dias

Revoltados com a postura contrária ao presidente Jair Bolsonaro adotada pela Rede Globo, os apoiadores do governo foram para as redes sociais impor um “lockdown na Globo”. Por meio de um banner compartilhado na web, o ato iniciado nesta segunda-feira (22) convida os brasileiros a deixarem de sintonizar na emissora por 15 dias.

– Vamos ver se o jornalismo “imparcial” da emissora suporta o nosso ataque. Divulgue este protesto!

A mobilização ganhou apoio até de Roberto Jefferson. Apoiador do presidente, o ex-deputado também entrou na mira do inquérito das fake news orquestrado pelo Supremo Tribunal Federal.

– Vamos tornar nossas palavras em atitudes – declarou.

Em outubro, uma reportagem da TV Globo associou o nome de Bolsonaro ao assassinato da vereadora Marielle Franco e de seu motorista Anderson Gomes. Com a prisão de Fabrício Queiroz, a empresa da família Marinho voltou a atacar o chefe do Executivo na cobertura do Jornal Nacional, que recebeu duras críticas do pastor Silas Malafaia.

– A pergunta que não quer calar! Dezenove deputados, mais de 70 funcionários da Alerj envolvidos na questão da rachadinha. Por que será que só um assessor, o do filho do presidente, foi preso? E os outros? Por que será? – questionou o líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo.

Outra “bola fora” da Globo aconteceu durante as passeatas em São Paulo do dia 14 de junho. A cobertura da GloboNews chamou de “ato em defesa da democracia”, uma manifestação que pedia, entre outras coisas uma “revolução e ditadura proletárias”.

Fonte: https://pleno.news/brasil/politica-nacional/

Foto: Reprodução

Paulo de Pádua

Paulo de Pádua Vasconcelos é jornalista formado pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Tem especialização em Assessoria de Imprensa, no Curso de Comunicação Social, concluído pela FESP. Trabalhou, como repórter, em vários portais do Estado, a exemplo do WSCOM e ParlamentoPB, no BLOG de Luís Torres, por um determinado período, e também foi repórter dos cadernos de cidade, policial e política dos Jornais A UNIÃO e do extinto O NORTE. Além disso, foi coordenador de Comunicação Social e depois coordenador do Portal da Câmara Municipal de João Pessoa. Atualmente exerce a função de assessor de imprensa da Presidência da Câmara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *