Assembleia debate políticas públicas do transtorno do espectro autista em Sessão Especial

ebaaedc4-55b7-409a-8ab1-b44719351ec1

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) realizou, nesta quinta-feira (5), uma Sessão Especial em comemoração ao Dia Mundial da Conscientização do Autismo. Realizada em conjunto com a Câmara Municipal de João Pessoa, a Sessão foi proposta pelo presidente da Casa de Epitácio Pessoa, deputado Gervásio Maia.

Na ocasião, o chefe do Legislativo paraibano ressaltou que, paralelamente à realização da Sessão conjunta, medidas possam ser adotadas junto às autoridades constituídas para melhorar a vida de pessoas com autismo. “Desta Sessão entre a Assembleia Legislativa e a Câmara Municipal de João Pessoa devemos criar uma comissão para melhorar a vida dessas pessoas que tanto precisam de nossa atenção”, disse. “É um momento muito importante para conhecermos os desafios que os autistas e seus parentes enfrentam todos os dias”, prosseguiu.

Gervásio ressaltou, ainda, a acessibilidade que a nova Assembleia Legislativa da Paraíba proporcionará. “A reforma do prédio-sede da Assembleia está sendo realizada com foco na acessibilidade. Quem tem dificuldade de locomoção ou quem trabalha com esse tema sabe a importância da acessibilidade para oferecer melhores condições de vida às pessoas com algum tipo de deficiência”, afirmou.

O deputado Raniery Paulino, presidente da Frente Parlamentar em Defesa do Autismo, disse que a um dos principais problemas a ser enfrentados é o desconhecimento sobre o autismo. “A deficiência de pessoas que possam lidar com autistas é muito grande por conta da falta de conhecimento. Temos um longo caminho a percorrer nesse sentido, que vai desde o diagnóstico – algo importantíssimo – à qualificação dos profissionais”, comentou.

O vereador Bruno Farias, um dos propositores, destacou a importância da Sessão em conjunto com a Assembleia Legislativa. “Essa união simboliza a coalizão de esforços da sociedade, para debater um tema que pertence a todas as famílias, basta dizer que para cada grupo de 88 crianças uma nasce com autismo, segundo a Organização das Nações Unidas, com mais de 2 milhões de brasileiros apenas no Brasil”, disse.

A presidente da Associação Paraibana de Autismo (APA), Hosana Carneiro, falou dos avanços que as políticas públicas sobre o transtorno do espectro autista tiveram na Paraíba. “Quando a APA foi fundada, as políticas públicas praticamente não existiam. Atualmente, há uma união das famílias, o Governo do Estado tem feito a sua parte, já que a Funad tem buscado melhorar cada dia mais”, completou.

Participaram ainda da Sessão o deputado Raoni Mendes; a juíza Israela Cláudia da Silva Pontes, representando o presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJ-PB); Arnóbio Aires Viana, vice-presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB); Walberto Lira, subprocurador-geral de Justiça, Isabela Virgínia, conselheira da Rede Unificada Nacional e Internacional em Defesa dos Autistas (Reunida); a presidente da Fundação Centro Integrado de Apoio ao Portador de Deficiência (Funad), Simone Jordão, entre outras autoridades.

Comemoração – O Dia Mundial do Autismo é celebrado pela Organização das Nações Unidas em 2 de abril. A data foi criada no dia 17 de dezembro de 2007 para a conscientização sobre o transtorno do espectro autista.

Agência de Notícias – ALPB

Paulo de Pádua

Paulo de Pádua Vasconcelos é jornalista formado pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Tem especialização em Assessoria de Imprensa, no Curso de Comunicação Social, concluído pela FESP. Trabalhou, como repórter, em vários portais do Estado, a exemplo do WSCOM e ParlamentoPB, no BLOG de Luís Torres, por um determinado período, e também foi repórter dos cadernos de cidade, policial e política dos Jornais A UNIÃO e do extinto O NORTE. Além disso, foi coordenador de Comunicação Social e depois coordenador do Portal da Câmara Municipal de João Pessoa. Atualmente exerce a função de assessor de imprensa da Presidência da Câmara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *