Brigada Sanitária já visitou 6,2 mil residências e abordou 12,6 mil pessoas em três semanas

Em três semanas de Brigada Sanitária da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), as equipes da Secretaria de Saúde (SMS) já visitaram 6.261 residências e abordaram 12.631 pessoas em Mangabeira, Paratibe, Valentina Figueiredo e Bairro das Indústrias. Desse total, 664 pessoas foram identificadas com sintomas de síndromes gripais e 88 foram encaminhadas para uma unidade de saúde da família (USF). Durante as ações, as equipes também identificaram 1.205 pessoas com comorbidades.

“Estamos fechando mais uma semana de ações nesses bairros que têm muitos casos de covid-19 e, na próxima semana, continuaremos as atividades ainda em Mangabeira, Valentina e Bairro das Indústrias. A população está recebendo muito bem as orientações dos profissionais e muitos moradores até agradecem a visita por não precisarem sair de casa”, destacou Tânia Cunha, diretora de Atenção à Saúde da SMS.

Só nesta sexta-feira (31), as equipes visitaram 181 casas e abordaram 317 residentes, sendo que 35 apresentaram sintomas de síndromes gripais, mas nenhum deles precisou de encaminhamento para uma USF. Além disso, 38 pessoas foram identificadas com alguma comorbidade.

As abordagens e visitas às residências acontecem de forma educativa para diagnóstico e tratamento de pessoas com sintomas de síndromes gripais, a exemplo da covid-19, e para o combate ao Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya. A ação está visitando áreas da cidade que apresentam os números mais elevados de casos de coronavírus e que tenham menores índices de isolamento social.

A Brigada Sanitária conta com a participação de cerca de 80 profissionais, entre agentes de endemias da Vigilância Ambiental e Zoonoses, agentes comunitários de saúde e outros profissionais da Atenção Básica. Os profissionais estão divididos em 40 equipes e, em duplas, visitam as casas. Durante cada visita, para monitoramento, avaliação e diagnóstico, são aplicados questionários a fim de identificar pessoas com sintomas gripais ou comorbidades, como hipertensão, diabetes, obesidade ou problemas cardíacos.

As pessoas identificadas com alguma comorbidade passarão a ser monitoradas. As que apresentam sintomas gripais ou algum agravo, como dispneia (falta de ar), serão encaminhadas para a unidade de saúde da família (USF) de referência para consulta, prescrição de medicamentos, se necessário, e para fazer o teste do novo coronavírus, conforme protocolo.

Secom-JP

Paulo de Pádua

Paulo de Pádua Vasconcelos é jornalista formado pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Tem especialização em Assessoria de Imprensa, no Curso de Comunicação Social, concluído pela FESP. Trabalhou, como repórter, em vários portais do Estado, a exemplo do WSCOM e ParlamentoPB, no BLOG de Luís Torres, por um determinado período, e também foi repórter dos cadernos de cidade, policial e política dos Jornais A UNIÃO e do extinto O NORTE. Além disso, foi coordenador de Comunicação Social e depois coordenador do Portal da Câmara Municipal de João Pessoa. Atualmente exerce a função de assessor de imprensa da Presidência da Câmara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *