Estados Unidos têm sexto dia de protestos contra racismo

Os Estados Unidos entraram no sexto dia de manifestações iniciadas após a morte do segurança norte-americano George Floyd asfixiado por policiais em Minneapolis. A cidade, inclusive, foi o local onde os protestos tiveram início. A população pede justiça e o indiciamento dos outros policiais envolvidos no assassinato.
Neste domingo (31), a cidade de Minneapolis teve novos atos. Um homem com um caminhão avançou contra os manifestantes e acabou se ferindo. Ele foi preso.
Locais como Nova York, Chicago, Boston e San Diego também registraram manifestações com confrontos. A Casa Branca, em Washington, novamente foi rodeada por manifestantes.
Por conta dos atos que acabaram causando incêndios em prédios e em carros da polícia nos últimos dias, pelo menos 40 cidades do país adotaram o toque de recolher. Lojistas anunciaram o fechamento de lojas.
Também foram registrados atos fora dos Estados Unidos, como em países na Europa e também no Brasil, onde os brasileiros foram às ruas para clamar por justiça por João Pedro, adolescente de 14 anos assassinado pela polícia carioca.
Fonte: https://www.diariodepernambuco.com.br/
Foto: Johannes EISELE / AFP

Paulo de Pádua

Paulo de Pádua Vasconcelos é jornalista formado pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Tem especialização em Assessoria de Imprensa, no Curso de Comunicação Social, concluído pela FESP. Trabalhou, como repórter, em vários portais do Estado, a exemplo do WSCOM e ParlamentoPB, no BLOG de Luís Torres, por um determinado período, e também foi repórter dos cadernos de cidade, policial e política dos Jornais A UNIÃO e do extinto O NORTE. Além disso, foi coordenador de Comunicação Social e depois coordenador do Portal da Câmara Municipal de João Pessoa. Atualmente exerce a função de assessor de imprensa da Presidência da Câmara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *