Plataforma oferece inovações para cidades sustentáveis

Foi lançado hoje (5) o novo Observatório de Inovações para Cidades Sustentáveis. O projeto visa reunir informações, propostas e exemplos concretos de iniciativas e políticas públicas em âmbito municipal que contribuem para promover a melhoria da qualidade de vida das pessoas e o fortalecimento da situação do meio ambiente.

A plataforma será disponibilizada em um site. A data em que estará no ar não foi informada pelos responsáveis no lançamento. Um aplicativo também foi desenvolvido e será publicado nas lojas de aplicativos (como Play Store e Apple App Store) a partir de dezembro. Os responsáveis não informaram um dia preciso.

O projeto é uma parceria do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), do Programa para o Meio Ambiente da Organização das Nações Unidas (PNUMA) e o Centro de Gestão de Estudos Estratégicos (CGEE).

A plataforma trará soluções e estudos de casos. Dentre as soluções estarão 222 propostas de políticas públicas que podem ser desenvolvidas por gestores municipais. Dentre os estudos de casos, foram sistematizadas 358 experiências já realizadas e analisadas pela equipe do projeto.

As iniciativas foram reunidas a partir de um conjunto de temas relacionados à sustentabilidade nas cidades, como mobilidade, água, energia, ambiente construído e “soluções baseadas em natureza”. As iniciativas e os temas podem ser vistos juntamente a 50 indicadores e a tipologias em um ambiente geolocalizado, em que o usuário visualiza o município ou conjunto de cidades.

“A plataforma tem como objetivo criar ambiente moderno, interativo, acolhendo sugestões de desenvolvimento tecnológico, de questões que promovam a inovação nos grandes ambientes urbanos à luz dos grandes desafios que cidades do mundo enfrentam para gerar um ambiente mais agradável, sustentável, repercutindo na qualidade de vida dos cidadãos”, disse o presidente do CGEE, Márcio Miranda, no evento virtual de lançamento.

Segundo o gestor de portfólio do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), Asher Lessels, o observatório vai fornecer um grande banco de dados de soluções para ajudar a enfrentar desafios urbanos. Este conjunto de informações, acrescentou, será ainda mais relevante neste momento em que se discute uma preocupação com o meio ambiente nas medidas de recuperação diante da pandemia.

“Serão reunidas soluções que promovam o desenvolvimento sustentável, que resultem em cidades sustentáveis, com benefícios para os habitantes das cidades. Acreditamos que o observatório tem papel forte no apoio às cidades para gerar uma recuperação verde melhor da situação da pandemia”, destacou Lessels.

Fonte: Agência Brasil

Foto: Rovena Rosa

Paulo de Pádua

Paulo de Pádua Vasconcelos é jornalista formado pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Tem especialização em Assessoria de Imprensa, no Curso de Comunicação Social, concluído pela FESP. Trabalhou, como repórter, em vários portais do Estado, a exemplo do WSCOM e ParlamentoPB, no BLOG de Luís Torres, por um determinado período, e também foi repórter dos cadernos de cidade, policial e política dos Jornais A UNIÃO e do extinto O NORTE. Além disso, foi coordenador de Comunicação Social e depois coordenador do Portal da Câmara Municipal de João Pessoa. Atualmente exerce a função de assessor de imprensa da Presidência da Câmara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *